Snacks inovadores: desafio para as indústrias de alimentos

Atualizado: 23 de mar.

Uma das tendências de consumo alimentar que se destaca é a “Conveniência e Praticidade”, que ocorre sob a influência de diversos fatores. Além disso, a necessidade ou o desejo de utilizar o tempo para outras atividades, incentiva a demanda por alimentos que proporcionem economia de tempo, esforço na escolha e preparo das refeições. Com isso, temos um crescimento considerável de refeições prontas, embalagens de consumo individual e alimentos de fácil e mínimo preparo.

Dentro desse contexto, podemos ressaltar os snacks, que permitem aos consumidores, uma refeição rápida e gostosa. Esta prática democratizada, alcança todas as idades e perfis profissionais. Faz tempo que snack deixou de ser sinônimo de ingredientes de baixa qualidade e pouco nutritivo, concorda? Cada vez mais o mercado vem investindo em novos sabores e opções saudáveis para atender os consumidores que não abrem mão de um lanche rápido e saboroso.

Esse segmento já reflete uma atividade bastante significativa dentro da indústria alimentícia no Brasil, sendo as principais categorias: biscoitos doces; biscoitos salgados; nozes, castanhas e mixes; chips e salgadinhos; pipoca; barrinhas de cereais; snacks de frutas e pretzels.

Com a procura por snacks cada vez mais saudáveis, diferenciados e com ingredientes naturais, as indústrias de alimentos devem ouvir as necessidades desses consumidores, diversificando e inovando de forma estratégica seu portfólio. Já que existem uma gama muito grande desses produtos, isto se torna um grande desafio!!!

Desta forma, a busca por consultores especializados nesse assunto pode ser um bom caminho, uma vez que eles atuam de forma estratégica, acompanhando a demanda do mercado, e levando pontos para os produtos se destacarem em relação a concorrência.


Fale conosco, clique aqui.

612 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo